Animação Missionária e Vocacional

A essência da Igreja é ser missionária. A Igreja existe para a missão. Caso deixasse de anunciar Jesus Cristo a todos os povos do mundo e se esquivasse da tarefa de fazer presente o Reino de Deus na humanidade e na criação, a Igreja perderia o seu sentido de ser e existir. No entanto, a consciência de que somos cada um de nós responsáveis para que isso aconteça é ainda insuficiente.

O Papa Francisco vem insistindo frequentemente para sermos uma Igreja em saída, e cada um de nós sairmos de nós mesmos e irmos ao encontro dos irmãos. Uma das suas frases que nos faz refletir sobre a importância da missão na nossa vida é: "Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças” (EG 49).

Seguindo os passos de São Daniel Comboni, que dedicou grande parte dos seus esforços para animar a Igreja do seu tempo para a missão na África, buscando colaboradores e recursos para a missão, nós, Missionários Combonianos, nos esforçamos para contagiar a paixão pela missão à todas as pessoas, para que cada um de nós assumamos o protagonismo da missão que nos deixou Jesus Cristo, sendo discípulos missionários onde estamos e também responsáveis pela missão além-fronteiras da Igreja.

A missão acontece com a oração de intercessão pelos missionários e pelas atividades missionárias da Igreja; com recursos econômicos para manter as obras de evangelização nos lugares mais pobres e periféricos; e sobretudo, com pessoas que se doam completamente para o anuncio do Evangelho e a promoção da vida. Sem essa rede de colaboração, a missão não acontece.

Por isso, buscamos animar a Igreja para o despertar missionário através dos meios de comunicação, site, Facebook, visitas às paróquias e escolas, o testemunho missionário e experiências de missão.

Ao mesmo tempo, nos esforçamos para animar a juventude a tornar-se missionários, respondendo ao apelo de Deus que nos chama pessoalmente pelo nome. Acreditamos que Deus continua chamando jovens para ser missionários. Deus é bom e providente, não nos deixa desamparados. Ele continua a chamar jovens e adolescentes para dedicar a vida plenamente a causa do Evangelho e dos mais pobres e abandonados.

Pedimos a você também participe da nossa missão rezando pelas vocações missionárias e pela missão, contribuindo economicamente ou promovendo atividades para angariar recursos em sua comunidade pra sustentar o nosso trabalho missionário, e incentivar os jovens para que ser tornem missionários.

Convidamos você, jovem, a sonhar sem limites e aceitar o convite de avançar para aguas mais profundas e deixar-se conduzir pelo Senhor. Se voce sente no seu coração o desejo de ser um missionário comboniano, ficaremos felizes em acompanhar você em seu discernimento vocacional.

Natal Missionário e Páscoa Missionária

Mais que as teorias, vemos que o que nos marca é experimentar na pele a missão. As atividades missionárias propostas aos jovens no período de Natal e Páscoa são oportunidades impares para quem quer ver e vivenciar a missão em vistas de crescer no compromisso missionário e de discernir a sua vocação.

Já foram realizadas várias edições da Pascoa Missionária e do Natal Missionário. A seguir, queremos partilhar com vocês o relato da Pascoa missionária vivido em uma comunidade ribeirinha chamada Nazaré, que se encontra nas margens do rio Madeira, em Rondônia.

Relatos da Páscoa Missionária vivida com a juventude no Rio Madeira, região Amazônica - 2015

Escrever para não esquecer e trazer de novo ao coração experiências de vida em plenitude foi a escolha das primeiras comunidades cristãs que queriam difundir o perfume do Evangelho de Cristo Ressuscitado. Cada um de nós também é chamado a escrever com a própria vida aquilo que poderíamos definir o “quinto” Evangelho, ou seja, os relatos do encontro pessoal e comunitário com o Senhor da Vida e da história.

A Páscoa Missionária que vivenciamos na comunidade de Nazaré (Baixo Rio Madeira, Porto Velho/RO) com um grupo formado por oito jovens de diferentes paróquias de Porto Velho e Manaus, um missionário comboniano (Pe Rafael) e uma comboniana (Ir. Chiara) foi talvez a escritura de alguns versículos, ou de um breve mas intenso capítulo, do Evangelho encarnado na nossa vida.

A experiência missionária começou já antes da nossa saída com alguns encontros de preparação, focados na espiritualidade missionária e na organização do Tríduo Pascal. Nesta fase preparatória, cada jovem, com muito esmero, se comprometeu na elaboração de algum material para as celebrações, ou para outros momentos de formação e confraternização parque seriam vividos juntos com os jovens e as crianças do Baixo Madeira.

Na Quinta-Feira Santa fomos convidados a flexibilizar os planejamentos que havíamos feito de antemão, e vivenciar os imprevistos como Providência de Deus, pois o barco que nos levaria até lá saiu com cinco horas de atraso, e chegamos ao destino às 10 horas da noite. Afinal de contas, isso também faz parte da missão também! Mas vivemos tudo isso com alegria, e celebramos com o povo de Nazaré a Missa do lava-pés, que esteve aguardando por nós.

Na Sexta-Feira Santa nos deixamos iluminar pelo mistério da cruz, visitando pela manhã as famílias do distrito, levando e recebendo a Palavra de vida que se revela em cada filho e filha de Deus. Sentimos mais uma vez como a missão sempre acontece na reciprocidade, numa trilha de mão dupla.

Pela tarde, ajudamos na animação da celebração da paixão e da via-sacra. À noite, tivemos a oportunidade de assistir ao filme “A paixão” e de nos aproximar também do sacramento da reconciliação.

No dia seguinte nos deslocamos para a comunidade de Boa Vitória para vivenciar o Sábado Santo junto com cerca de 80 jovens provenientes de outras comunidades da área missionária do Baixo Madeira. Foi um dia de convivência, partilha, reflexão sobre a Palavra de Deus, espelhando-nos nos discípulos de Emaús, e fazendo o processo com eles de dar a volta por cima para passar da decepção e tristeza à alegria plena da ressurreição. Com algumas oficinas, aprofundamos os lugares que podemos experimentar a presença de Jesus Ressuscitado: a Palavra, a Eucaristia, o irmão e a comunidade. Também lembramos que Jesus Ressuscitado é aquele que não nos deixa tranquilos nos nossos cantinhos, mas nos envia em missão, concede-nos a cada um de nós uma vocação específica para amar e servir e espera uma resposta pessoal generosa.

À noite voltamos para Nazaré, onde tivemos a graça de celebrar juntos a Vigília Pascal. Foi a primeira vez que a comunidade de Nazaré se reuniu para celebrar a Ressurreição de Cristo. Foi emocionante poder partilhar com eles a liturgia tão rica do Sábado de Aleluia, cujos ritos que nos fazem reviver os fundamento da nossa fé.

No Domingo de Páscoa, a alegria pascal continuou se manifestando na celebração da Eucaristia e no momento de catequese e brincadeira com as crianças.

Voltando para Porto Velho, partilhamos o quanto enriquecedora foi a experiência, a forma como Deus se manifestou nas diferentes vivencias e encontros com os jovens, as crianças e as famílias. Todos sentiram-se agraciados e manifestaram o desejo de dar continuidade ao compromisso missionário de uma forma ou de outra. Então, agradecidos, pedimos ao Senhor para que continue a nos acompanhar: FICA CONOSCO, SENHOR, NAS TRILHAS DA MISSÃO!

Escrito por Ir. Chiara Dusi – Missionária Comboniana

Revisado por Pe. Rafael Vigolo – Missionário Comboniano

Se você tem interesse em conhecer mais a Família Missionária Comboniana (constituída pelas irmãs, irmãos, padres e leigos combonianos) essas experiências missionárias são também uma oportunidade. Entre em contato conosco, faça um acompanhamento e viva também experiências de missão.

Assine nossa Newsletter

Receba nossas notícias, basta preencher os campos abaixo:

Nos conte o seu nome :)
Email invalido
Invalid Input

Contato

    +55 (11) 3721-8733 | +55(11) 97956-8317
    Rua José Rubens, 15 | São Paulo - SP - Brasil
    combonianos@brcomboni.org.br

Visite-nos em