Surto de Ébola já fez mais de 2.400 mortos

Surto de Ébola já fez mais de 2.400 mortos

Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que o surto de Ébola que tem afetado a Libéria, Serra Leoa,...

Papa convida presidente da China a visitar o Vaticano

Papa convida presidente da China a visitar o Vaticano

Em carta entregue ao governo de Pequim, o Papa Francisco convida o presidente da China, Xi Jinping,...

Missionárias Xaverianas são assassinadas

Missionárias Xaverianas são assassinadas

Por Rosinha Martins|08.09.14| Três reigiosas xaverianas foram assassinadas na tarde deste domingo, 07, na paróquia de Kamenge,...

215 milhões de crianças a trabalhar

Cerca de 215 milhões de crianças continuam a trabalhar para sobreviver estando mais da metade expostas às piores formas do fenómeno, indica a «Organização Internacional do Trabalho» (OIT).

A agência pediu na segunda-feira, 11 de junho, o reforço de sistemas judiciais e das instituições de aplicação da lei para o combate ao trabalho infantil.

De acordo com a OIT, ainda ocorre uma grande disparidade entre a ratificação das Convenções sobre trabalho infantil e as ações dos governos para enfrentar o flagelo, incluindo a escravatura e o conflito armado.

Num relatório sobre o «10º Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil», comemorado neste 12 de Junho, a OIT disse não haver espaço para complacência.

A organização também pede que sejam reforçados programas de proteção infantil. Os mais vulneráreis são crianças de zonas rurais, em áreas agrícolas ou filhos de trabalhadores migrantes e indígenas.

Fonte: Alem-Mar

Powered by Bullraider.com